0 Comentários
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn
Por: /

Como o BSC pode ajudar na gestão contábil da sua empresa

Se você cuida da gestão contábil da sua empresa e deseja saber como fazer para elaborar um bom planejamento estratégico, então você precisa conhecer o Balanced Scorecard.

Você já ouviu falar nessa metodologia de gerenciamento? Confira, a seguir, tudo o que diz respeito a esta técnica, que pode melhorar diversos processos de um negócio, independentemente de seu porte. Confira!

O que é Balanced Scorecard (BSC)?

É um tipo de ferramenta que permite que qualquer empreendimento possa ter uma visão extremamente nítida sobre como estão as suas metas e estratégias.

Assim, a intenção dessa fórmula é realizar um balanço para medir a performance organizacional por meio de alguns indicadores que vão trazer resultados. Desse modo, mediante uma percepção clara do seu setor, você poderá mudar diversas atividades para aumentar a eficiência, reduzir custos e melhorar os seus recursos.

O BSC faz um balanceamento de como anda a situação geral do negócio, embasando-se em quatro categorias que geram diversos indicadores:

  • Financeiro: rentabilidade, exemplo, Retorno Sobre o Investimento (ROI) e Retorno Sobre o Capital Empregado (ROCE)
  • Clientes: lealdade dos clientes e pontualidade de entrega, exemplo, Taxa de Consumidores Fidelizados (TCF) e Taxa de Pontualidade (TP)
  • Processos Internos: qualidade do processo, exemplo, Tempo de Parada de Setup (TPS)
  • Aprendizado e crescimento: capacidade dos funcionários, exemplo, Porcentagem de Equipes Treinadas (PET)

Como implantar o Balanced Scorecard na gestão contábil?

Geralmente, o BSC é segmentado em atividades que devem ser desenvolvidas. Seus criadores, David Norton e Robert Kaplan, definiram alguns processos que ajudam a colocar essa metodologia em prática. Confira quais são eles e como encaixá-los na gestão contábil!

Visão

Esse processo proporciona um alinhamento sobre a estratégia e visão da contabilidade. Essa percepção precisa ser compartilhada por todos os profissionais envolvidos, desde o gestor até aqueles que executam as tarefas diárias: os colaboradores.

Quando isso acontece, a estratégia pode ser definida em termos operacionais, permitindo a elaboração de mapas estratégicos — esboços que simplificam e trazem mais transparência para o setor contábil.

Comunicação e ligação

O passo seguinte representa a comunicação do que foi determinado na etapa anterior. A finalidade é incorporar os setores correlacionados (administrativo, fiscal, compra e venda) e seus respectivos níveis hierárquicos para que os objetivos tanto departamentais quanto individuais sejam cumpridos.

A intenção é identificar as atividades-fim, que são as que fazem a empresa caminhar adiante. Dessa forma, é possível selecionar as melhores medidas de desempenho para acompanhá-las e avaliar se o caminho estabelecido está correto.

Planejamento setorial

Nesta fase é necessário alocar recursos do setor contábil e definir prioridades. Para isso, basta estabelecer metas atingíveis e incentivar os colaboradores a cumpri-las. Assim, promove-se o engajamento e viabilizam-se as mudanças necessárias para o desenvolvimento das atividades.

 

Feedback

O retorno dos procedimentos realizados pelos colaboradores é fundamental, pois se a equipe envolvida for informada constantemente sobre a qualidade de seu desempenho certamente se sentirá engajada em melhorar suas tarefas.

Isso é extremamente importante para a contabilidade de um negócio, uma vez que qualquer tipo de erro pode gerar uma bola de neve, o que dificulta a resolução de problemas.

Como garantir a eficiência do BSC?

Por fim, o segredo para o sucesso do BSC é usá-lo conforme a realidade da sua empresa, ou seja, sem exageros. Além disso, vale frisar que qualquer novidade operacional deve ser avaliada pela gestão contábil, para evitar o desalinhamento de informações — uma consultoria especializada em contabilidade é uma excelente alternativa para ajudá-lo nesta empreitada.

E então, o que achou deste post? Esperamos que ele possa ajudá-lo a implantar o Balanced Scorecard na gestão contábil da sua empresa.

Não se esqueça de seguir nossas redes sociais para ficar por dentro de nossas novidades. Estamos no Facebook e no LinkedIn!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.