0 Comentários
Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn
Por: /

Como funciona o SPED Contábil?

O SPED Contábil é uma forma de dinamizar e automatizar o trabalho dos contadores. Isso porque a ferramenta possibilita que esses profissionais transmitam todos os dados de uma empresa em formato digital para a Receita Federal.

Mas, como funciona esse sistema? E por que devo me adequar a ele?

SPED é a sigla para Sistema Público de Escrituração Digital. Instituído pelo Decreto 6.022, de 22 de janeiro de 2007, tem como uma de suas vantagens a unificação e padronização de atividades variadas de contabilidade, como validação e recepção, por exemplo.

Essa padronização de procedimentos é essencial para minimizar erros, uma vez que facilita o cruzamento de dados na Receita Federal, conferindo muito mais confiabilidade ao processo.

Outra exigência que torna o Sistema mais seguro é o uso da certificação digital para assinatura dos documentos eletrônicos gerados, o que garante a validade jurídica deles, mesmo online.

Por que implementar o SPED Contábil?

A implementação desse Sistema traz muitos benefícios:

  • elimina-se o uso do papel, o que acarreta em redução de custos e menor impacto ambiental;
  • simplificam-se as obrigações acessórias;
  • uniformiza-se o conjunto das informações prestadas à Receita Federal;
  • é reduzida a possibilidade de se envolver em práticas fraudulentas decorrentes de erros;
  • diminui-se a possibilidade da auditoria nas empresas;
  • agilizam-se os procedimentos sujeitos ao controle da Receita;
  • são fortalecidos o controle e a fiscalização, facilitados pelo intercâmbio de informações;
  • agiliza-se o acesso às informações;
  • reduzem-se significativamente os custos administrativos;
  • melhora-se exponencialmente a qualidade da informação.

Então, se um processo possibilita reduzir custos, facilita o trabalho e ainda diminui a chance de falhas, é importante considerar implementá-lo em sua empresa.

Como funciona o Sistema?

O SPED Contábil é uma solução tecnológica que padroniza os arquivos digitais da escrituração contábil dos sistemas empresariais, tendo como resultado um formato digital específico.

Todas as informações registradas precisam apresentar data, documentação das partes envolvidas (especialmente CPF e CNPJ), documentos de registro e classificação contábil.

A entrega do SPED Contábil é anual, relativa ao ano-calendário anterior, e deve ocorrer até o último dia útil do mês de maio. Esse prazo é inadiável e o atraso gera o pagamento de multa.

Todas as empresas privadas devem entregar o SPED, menos as que aderiram ao Simples Nacional. Afinal, trata-se do fechamento contábil dessas corporações e ele precisa trazer todas as informações corretas, pois, caso contrário, pode não ser validado e nem mesmo aceito pela Receita Federal.

pessoa usando calculadora enquanto observa encima da mesa papeis com dados sobre o SPED contábil

Ter atenção aos prazos e à exatidão das informações passadas no SPED Contábil é importantíssimo, uma vez que problemas de maior gravidade encontrados pelo Fisco podem resultar, inclusive, no fechamento da empresa.

Os dados fornecidos para a Receita, via Sistema, também podem ser úteis para o seu negócio, pois tornam mais fácil identificar problemas e vislumbrar oportunidades de crescimento. Por isso, é fundamental contar com uma consultoria especializada na hora de levantar os dados e gerar o SPED.

Esperamos que esse conteúdo tenha sido útil para você, afinal, sempre é bom saber mais sobre ferramentas que facilitam nosso trabalho. Para ficar por dentro das nossas atualizações, acompanhe a gente nas redes sociais. Estamos no Facebook e no LinkedIn.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.